San Andrés: quanto custa, como chegar, o que fazer e muito mais!

 Johnny Cay em San Andrés

Johnny Cay em San Andrés

San Andrés é um destino com ótimo custo benefício para quem quer conhecer lugares paradisíacos gastando pouco e a ilha esta cada vez mais popular entre os brasileiros como destino de férias.

Eu fiquei 7 dias em San Andrés em Março de 2017, durante uma viagem de 14 dias para a Colômbia com o meu namorado, na qual também visitei Cartagena (4 dias) e Providência (3 dias). Assim como todas as minhas outras viagens, planejei a viagem para San Andrés por conta própria utilizando os links que informei nesse post e foi bem tranquilo. Coloquei no post todas as informações relevantes que lembrei e conforme vou recebendo novas dúvidas de leitores estou atualizando o post para ficar o mais completo possível. Se você não encontrar a informação que esta procurando aqui, é só perguntar nos comentários!

El Acuario em San Andrés

El Acuario

Não sei porque eu não levava muito fé que San Andrés era tão lindo assim antes de ir, achei que as praias eram bonitas, mas nada sensacional. Já tinha visto algumas fotos de vários conhecidos que foram e de vários blogs, mas a maioria não chegava nem perto de representar a real beleza do lugar. Depois de pesquisar bastante achei alguns blogs com fotos que me convenceram que era um destino lindo mesmo, principalmente pela fotos de Cayo Bolivar.

Esse lugar incrível foi o que me convenceu a comprar a passagem para lá, mas uns dias depois descobri que estava fechado para visitação. Fiquei muito frustrada e achando que isso ia estragar a viagem, mas sinceramente, os outros lugares também são lindíssimos em San Andrés e em Providência, então no fim até esqueci de Cayo Bolivar depois haha.

Johnny Cay em San Andrés

Johnny Cay

Realmente me surpreendi muito com a beleza de San Andrés, não imagina o quão lindo eram alguns lugares, como Johnny Cay. Quando vi a cor da água lá a primeira vez fique muito impressionada! Além disso, a temperatura da água nas praias é super agradável, não é gelada. Isso que em 2016 tinha feito uma maratona de viagens de praia, passei por Aruba, Curação, Ibiza, Formentera, Croácia, Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio. E mesmo assim a cor da água em alguns lugares lá superou muitas praias desses outros destinos, e o melhor de tudo é que foi por um preço muuuito mais barato que a maioria deles.

Quando ir para San Andrés?

Pelo que pesquisei, para fugir das chuvas a melhor época para ir é de dezembro a março. O pior mês é Outubro, pois é quando as chuvas estão mais fortes. Acho que vale a pena evitar a todo custo épocas de chuva em San Andrés e Providência,  porque esses lugares não tem muitas opções do que fazer fora praia, então as chuvas podem acabar arruinando a viagem.  Fui no final de março de 2017 e o tempo estava bom quase todos os dias. Só choveu no nosso primeiro dia lá no meio da tarde e no penúltimo dia um pouquinho no final da tarde.

Calor: O calor em San Andrés é infernal, acho que nunca senti tanto calor na minha vida. Mesmo embaixo de uma barraca na beira da praia o calor era insuportável, só aliviava quando entravamos na água.

Qual moeda levar para San Andrés?

A moeda oficial é o peso colombiano e quando fui para San Andrés em março de 2017 a cotação era aproximadamente 1 real = 840 COP. Segui a dica de outros blogs de viagem e levei dólares para a Colômbia, depois troquei  por pesos colombianos em Cartagena. Realmente foi mais vantajoso trocar o real por dólar aqui e depois por pesos colombianos lá do que levar o dinheiro em reais, mas também a diferença não foi assim tão grande.

Troquei reais por dólar em POA: 1 dólar = R$3,27
Dólar por pesos colombianos em Cartagena: 1 dólar = 2.750 COP
Ficando 1 real = 840 COP aproximadamente

Além dos dólares também levei 50.000 COP, que comprei antes de sair do Brasil para poder pegar táxi na chegada e não precisar trocar dinheiro no aeroporto, que geralmente tem uma cotação pior.  Eu levei um pouco de dinheiro e deixei um pouco no Visa Travel Money para fazer saques lá, além disso também usei cartão de crédito na ilha.

Brasileiros precisam de passaporte para viajar para San Andrés?

Muitas pessoas perguntam se precisa de passaporte para viajar para San Andrés, para brasileiros não é exigido passaporte para entrar na Colômbia. Porém, para quem tem escala no Panamá o passaporte é exigido.

Precisa de vacina da Febre Amarela para viajar para san andrés e para fazer escala no Panamá?

Quando eu fui em março de 2017 não precisava, mas desde abril desse mesmo ano a vacina da febre amarela se tornou obrigatória para entrar em San Andrés. Além disso, é exigido que a vacina seja tomada no mínimo 10 dias antes da viagem, então não deixe para a última hora! Mas atenção, não basta tomar a vacina, é necessário validar a vacina na Anvisa e emitir o certificado intencional de vacinação, que deve ser apresentado na viagem. É possível encontrar a informação atualizada sobre a exigência da vacina no site da Anvisa:

Vacina da Febre Amarela

Como tomar a Vacina da Febre Amarela? Eu tomei a vacina da febre amarela em um postinho aleatório da minha cidade sem custo nenhum, acho que é bem fácil de tomar em qualquer cidade, é só se informar se pode ser em qualquer posto. Mas apenas tomar a vacina não é suficiente, é necessário validar na Anvisa e pegar o certificado internacional de vacinação.

Como emitir o certificado internacional de vacinação na Anvisa? É necessário fazer o pré cadastro no site da Anvisa e depois ir em alguns dos pontos de atendimentos deles, na minha cidade fui no do aeroporto. É só se informar onde encontrar um na sua cidade. Mesmo se for no aeroporto não deixe para fazer isso no dia da viagem, faça com antecedência, pois eles não abrem todo dia e também pode acontecer algum imprevisto.

Essa mudança na exigência da vacina foi uma surpresa para mim e escapamos de ser barrados na Colômbia por poucos dias, porque meu namorado tinha tomado a vacina, mas não tinha validado na Anvisa. Só descobri isso um dia antes da viagem quando estávamos organizando os documentos e era um sábado, dia que a Anvisa são funciona.

Mesmo não sendo obrigatório na época que fomos, nos queríamos ter levado o certificado porque tinham começado a exigir recentemente para entrar no Panamá e também só descobrimos isso dias antes da viagem. Para quem faz apenas escala lá a principio não iriam pedir, mas fiquei morrendo de medo de sermos barrados mesmo assim. Mal sabia que iam começar a exigir a vacina uns dias depois na Colômbia também, fiquei sabendo quando fui escrever esse post.

Não sei falar espanhol e nem inglês, irei ter problemas?

Apesar da língua ser espanhol, para viajar para San Andrés não precisa saber espanhol nem inglês praticamente. Eu não falo espanhol e durante a viagem falei só português praticamente e não tive nenhum problema para me comunicar, então acho difícil que alguém não consiga se virar falando português. Além disso, como a ilha recebe muitos brasileiros as pessoas ligadas ao turismo já devem estar acostumadas também.

Quanto tempo ficar em San Andrés?

Eu recomendaria ficar de 4 a 7 dias em San Andrés, mas acho que depende muito dos passeios que você pretende fazer. Eu fiquei 7 dias e foi mais do que suficiente para fazer tudo que gostaríamos mais de 1 vez. Acho que poderíamos ter ficado 1 ou 2 dias a menos lá, mas dependendo do que você adicionar ao seu roteiro pode valer a pena ficar 7 dias ou até mais lá.  Por exemplo, o passeio para Cayo Bolivar não estava acontecendo na época que fui e ele já ocupa 1 dia inteiro. Além desse também existem vários outros passeios na ilha.

O que fazer em San Andrés

A ilha oferece muitas opções de atividades e passeios e depois vou falar melhor sobre cada um, mas resumidamente os principais são:

Passeios: Acuario, Johnny Cay, Parasil, Cayo Bolivar, Mantarraya, Aquanautas e volta a ilha de barco.
Para visitar durante a volta a ilha de Carrinho de golfe: La Piscinita, West View, Hoyo Soprador, praias de San Luís, Cocoplum e Rock Cay.
Para visitar no centro de San Andrés: Praia Spratt Bight/Peatonal, letreiro I Love San Andrés e festa na Coco Loco.
Outras atividades: Aluguel de Jet Sky e mergulho

Mesmo quem não sabe nadar consegue aproveitar os passeios? Acho que mesmo quem não sabe nadar consegue aproveitar bem, eu sei mais ou menos só e sou master medrosa com tudo haha. Mas não tive problemas lá, a água é super rasa em grande parte dos lugares e para fazer snorkeling na Piscinita e West View é possível entrar e sair da água pela escada, só fiquei boiando lá perto da escadinha haha.

Passeios com a cooperativa em San Andrés

Passeios em San Andrés Cooperativa

Cooperativa

Segui a dica de outros blogs e fiz os passeios em San Andrés com a Cooperativa. Para comprar os tickets é só procurar essa casinha amarela localizada na praia Spratt Bight/ Peatonal, bem no centro perto do Café Juan Valdez e do El Coral. Acho que é a opção mais prática e barata, é só chegar ali e comprar o ticket na hora. Além disso, já ajuda a fugir um pouco da muvuca e enrolação dos passeios com agências.

Praia Peatonal ou Spratt Bight

 Spratt Bight Peatonal

Spratt Bight/Peatonal

Essa praia é bem no centro de San Andrés, perto dos restaurantes, hotéis e os muitos free shops da cidade. Sempre ouvi falar que essa praia não era tão bonita quanto as outras, mas quando cheguei fiquei impressionada com a cor da água, com vários tons de azul e fiquei imaginando o quão bonita deveriam ser as outras praias para alguém achar isso sem graça haha. Mas realmente, até o final da viagem eu também já estava dizendo a mesma coisa para as outras pessoas, que essa praia não era tão bonita quanto o resto haha É possível fazer passeios de jetsky e de Parasil nessa praia. Como é o centro de San Andrés, o calcadão esta sempre movimentado tanto durante o dia, como final e de tarde e noite.

 Spratt Bight Peatonal

Spratt Bight/Peatonal

Letreiro I LOVE SAN ANDRÉS

Letreiro San Andrés

Eu nem sabia desse letreiro até passar por lá sem querer, adorei! É bem no fim (ou começo?) do calçadão da praia principal. Como é do lado contrário a parte movimentada, muita gente acaba nem passando por ali. Como nosso hotel era pertinho dessa parte do calçadão, passávamos todos os dias por ali. Vale a pena ir até lá tirar uma foto! E também da para passar por lá na volta a ilha de carrinho de golfe.

Cayo Bolivar

A beleza de Cayo Bolivar foi o que me convenceu a ir para a Colômbia, é só colocar esse nome no google para ver fotos lindas de lá. Mas só depois que comprei a passagem fui descobrir que o passeio não estava mais acontecendo já fazia meses 🙁 O motivo é que estão redefinindo novas regras para a realização do passeio visando reduzir o impacto ambiental. Não sei se os passeios já voltaram a acontecer, é bom tentar se informar perto da data da sua viagem se algo mudou.

Por mais que seja ruim eu não ter tido a oportunidade de visitar, fiquei feliz que pelo menos estão começando a se preocupar com esse lado. El Acuario e Jonhny Cay que são lugares lindíssimos também recebem um absurdo de turistas todos os dias e cheguei a me preocupar que daqui alguns anos esteja tudo destruído se não começaram a colocar alguns limites.

El Acuario e Haynes Cay

El Acuario

El Acuario é um banco de areia no mar de San Andrés, além de ser um lugar muito lindo é ótimo para fazer snorkeling. Infelizmente esta sempre muito lotado de turistas, o que até parece diminuir um pouco a vida marinha que encontramos lá. Tem uma estrutura com banheiro, lockers para deixar as coisas e até alguns ambulantes vendendo coisas. O banheiro é meio precário, como é no meio do nada a descarga é um balde de água.

Haynes Cay

Haynes Cay

Haynes Cay é uma mini ilha bem em frente ao Acuário e é possível chegar lá caminhando, pois a água é um pouco rasa em grande parte do caminho. Durante a travessia se tiver com algum pertence que não queira deixar no locker é só colocar em cima da cabeça mesmo haha

El Acuario em San Andrés

El Acuario

Como chegar: Passeio saindo da cooperativa
Preço do transporte: 15.000 COP ida e volta
Locker: 10.000 COP

Jonnhy Cay

 Johnny Cay

Johnny Cay

A ilha de Johnny Cay é bem pertinho de San Andrés, menos de 15 minutos. É tão perto que até da praia Peatonal/ Spratt Bight é possível avistar a mini ilha. É um lugar absurdo de lindo e com uma lotação igualmente absurda de turistas. A cor da água me surpreendeu muito, já sabia que era bonito, mas não sabia que era tanto! Se não fosse pela multidão de turistas seria uma pedacinho de paraíso na terra…

Como chegar: Passeio saindo da cooperativa
Preço do transporte:
15.000 COP ida e volta
Entrada:
5.000 COP
Aluguel de cadeira com barraca: 25.000 COP/35.000 COP
Post com todas as informações sobre Johnny Cay: Passeio para Johnny Cay 

 Johnny Cay

Johnny Cay

Passeio Mantarraya

Passeio que acontece em torno das 16h no El Acuario, onde os turistas podem segurar as Arraias. Não quis fazer esse passeio, pois cada vez mais estou ficando contra esse tipo de turismo, que envolve animais. Claro que acho legal ficar perto dos animais e tirar foto, mas fiquei pensando no sofrimento deles. Imagino que deve ser bem estressante para eles, estando acostumados ou não, ter que ficar  sendo assediados por centenas de turistas todos os dias como se fossem brinquedos.  Se mesmo eu já não aguentava mais o stress de ficar perto do absurdo de turistas daquele lugar, imagina as pobres das Arraiais.

Como chegar: Passeio saindo da cooperativa
Preço:
25.000 COP ida e volta

Volta a ilha e aluguel de carrinho de golfe

Carrinho de Golfe em San Andrés

É imperdível alugar um carrinho de golfe, mula ou moto para dar a volta a ilha. Os principais pontos para visitar durante a volta a ilha são La Piscinita, West View, Hoyo Soprador, Cocoplum e Rocky Cay.

La Piscinita

La Piscinita

La Piscinita

É um lugar muito bom para fazer snorkeling, mas não tem muita estrutura. Tem uma escadinha para entrar e sair da água. Entrada: 4.000 COP

La Piscinita em San Andrés

La Piscinita

La Piscinita

La Piscinita

West View

West View em San Andrés

West View

Também é um ótimo lugar para fazer snorkeling, mas lá tem muito mais estrutura que La Piscinita. Existe um escorregador e um trampolim lá para quem tiver coragem de pular, o que não é o meu caso porque eu morro de altura haha. Além disso, também tem restaurantes.
Entrada: 4.000 COP

West View San Andrés

West View

Hoyo Soprador


Holo Soprador

O Hoyo Soprador é uma atração turística que pode ser bem interessante, mas que acabou sendo uma roubada no dia em que estivemos lá. Além do famoso buraco não estar jorrando água no dia em que fomos, ainda é bem chatinho ter que lidar com os moradores que tomaram conta do lugar. Colocaram várias lojas ao redor e ficam atacando os veículos que passam tentando fazer pararem ali. Quando param, ficam agindo como se estivessem fazendo algum tipo de controle do lugar e estivessem te fazendo um favor deixando você entrar ali, e em troca “apenas” pedem que você consuma alguma coisa.

Eles ficam perseguindo os turistas, não deixam ninguém em paz, muito chato! Ainda mais que não tinha nada para mostrar no dia que estivemos lá! Até entendo o papel importante do turismo na renda de grande parte dos moradores da ilha, mas não acho legal quando ficam abusando da boa vontade das pessoas e tentando nos obrigar a fazer algo.

Cocoplum  e Rocky Cay

Cocoplum 

Cocoplum

Cocoplum é uma praia bem bonita também, que tem alguns restaurantes e beach clubs. Lá é possível fazer a travessia até Rocky Cay caminhando pela água. Também existem lockers para quem resolver fazer a travessia deixar os pertences. Locker: 5.000 COP

Rocky Cay em San Andrés

Rocky Cay

Rocky Cay é uma mini ilha em frente a Cocoplum, lá não tem muita coisa, mas é possível fazer snorkeling e existe um Navio Naufragado próximo a ela.

Como chegar: Carrinho de golfe, moto, mula. Mas acho que também existe um ônibus que vai até lá.

Cocoplum 

Cocoplum e Rocky Cay ao fundo

Roteiro de 7 dias em san andrés

Eu fiquei 7 dias em San Andés e pude fazer praticamente todas as atividades que eu escolhi 2 vezes, então foi mais que tem suficiente. Durante o planejamento da quantidade de dias nossa ideia já era poder aproveitar tudo com bastante calma e visitar os melhores lugares mais de uma vez. Queria muito ter feito o passeio de um dia para Cayo Bolivar, mas como não estava acontecendo na época acabamos ficando com mais tempo livre ainda. Mas eu tive tempo livre na ilha porque não tive interesse em fazer todos os passeios e atividades, dependendo do que você quer fazer esses dias podem ficar bem ocupados.

Dia 1: Chegada em San Andrés e aluguel de carrinho de golfe, volta a ilha passando pelo Hoyo Soprador e Cocoplum.
Dia 2: Johnny Cay
Dia 3: El Acuario
Dia 4: Aluguel de carrinho de golfe, La Piscinita, West View, Cocoplum e Rock Cay
Dia 5: Johhny Cay
Dia 6: El Acuario
Dia 7: Spratt Bight/Peatonal e Coco Loco.

* No nosso segundo dia fomos para Providência e passamos 3 dias. Depois voltei para San Andrés por mais 6 dias.

Atividades que não fiz em San Andrés:

Passeio Mantarraya: Tento evitar passeios que envolvem exploração de animais
Aluguel de Jet Sky: Havíamos colocado no nosso roteiro, mas chegou no dia acabamos desistindo. Mas muita gente faz essa atividade.
Parasil: Morro de medo de altura, não tive coragem, mas para quem não tem medo acho que pe imperdível, parece ser demais!
Cayo Bolivar: Os passeios estavam proibidos temporariamente.
Mergulho: Não temos experiência com mergulho, então acabamos nem considerando fazer, o que é uma pena pois deve ser demais!
Aquanautas
Praias de San Luís: Passamos por essa região de carrinho de golfe, mas não nos interessamos muito em parar.
Passeio de barco volta a ilha:
Não cheguei a me informar muito quando estive lá, mas li um relato depois que já tinha voltado que parecia ser interessante. Acho que vale a pena se informar.

Free shops

Free Shop San Andrés

A ilha tem muuuitos freeshops, localizados na área próxima da praia principal. Tem eletrônicos, perfumes, óculos, chocolates e todas as aquelas coisas que o pessoal adora torrar dinheiro comprando haha. Até demos uma olhada em alguns freeshops, mas não compramos nada, a única coisa que ficamos com vontade de comprar foram óculos de sol e acessórios para a Gopro, mas estávamos sem condições financeiras haha. Mas em geral eu não sou muito sacoleira dos free shops, então não tenho como dizer se os preços eram bons mesmo ou não. Com a minha situação financeira  tenho que escolher entre viajar ou gastar dinheiro com coisas que não preciso de verdade, e escolhi viajar é claro! Mas para quem gosta dessas coisas, pode ser mais um motivo para visitar San Andrés.

Ponto negativo: Excesso de turistas em San Andrés

Apesar de toda a beleza de San Andrés, eu tenho uma relação de amor e ódio com a ilha. As praias são ainda mais lindas do que eu esperava, porém a muvuca das multidões de turistas que visitam a ilha é mais irritante ainda do que eu achava que seria e esse ponto me estressou bastante em alguns momentos lá.  Os lugares com mais turistas eram El Acuario e Johnny cay.

Excesso de turistas em San Andés

Johnny Cay

Não se deixem enganar pelas fotos que eu coloquei em outras partes do post, apesar de em algumas parecer uma paraíso calminho, a gente teve várias táticas para tentar fugir das multidões  durante o dia e também nas fotos. Então não foi fácil, usamos dicas de outros viajantes, mas mesmo assim não teve jeito, grande parte do tempo a gente tava se sentindo sufocados por mil pessoas em Johnny Cay e em El Acuario. Essas 2 fotos representam melhor como era a realidade lá haha.

Excesso de turistas em San Andés

El Acuario

Cheguei a dizer que era um dos poucos lugares que visitei até hoje que não tinha vontade de voltar, que só ia querer voltar lá se diminuísse o numero de turistas, de tanto que me incomodou. Mas agora que já passou, o que mais ficou foi as lembranças dos lugares lindos e olhando as fotos já até me deu uma vontade de voltar um dia talvez haha. Acho que vale a pena conhecer mesmo com a quantidade infernal de turistas que você vai ter que competir por espaço, porque os lugares são realmente lindíssimos.

Quanto custa viajar para San Andrés?

Achei San Andrés um destino bem barato, principalmente se comparado a outros lugares com praias paradisíacas. Só hospedagem que é um pouco chato de achar opções boas e baratas lá, mas consegui pagar bem barato pelo menos, mesmo não sendo muito bons os lugares que eu fiquei. Em alimentação eu gastei muito mais do que eu gasto geralmente nas viagens, porque a vida noturna era muito fraca lá, só restava jantar bem pelo menos haha. Então a viagem poderia ter sido mais barata ainda na verdade! Sempre  é possível gastar bem menos e também bem mais, então depende muito das escolhas de cada viajante…

Coloquei na planilha abaixo todos os custos que tivemos para 2 pessoas e também o individual durante os 7 dias que estive na ilha. Os valores convertidos em reais são apenas para referência  e considerando a cotação da época que estive lá R$1,00 = 840 COP (março de 2017). O melhor é considerar os valores originais em pesos colombianos, pois a cotação pode mudar bastante dependendo da época, afetando o valor final. Não inclui na tabela o custo da passagem Brasil- Colômbia e do seguro viagem, pois foram os mesmos para todos os destinos da viagem.

Quanto custa viajar para San Andrés

Passagem Brasil-Colômbia: É possível encontrar passagens a partir de R$1.000 (valor promocional, vi para novembro de 2017), mas geralmente esta em torno de R$1.300 saindo de POA. Paguei R$1.636,62 na minha passagem Poa-Cartagena/San Andrés-Poa (ambos com escala no Panamá).

Quanto custa viajar para San Andrés? Somando o valor de todos os custos que tive em 7 dias em San Andrés o total ficou em R$ 1.763,30 + R$ 1.636,62 da passagem aérea = R$ 3.399,92. Esse valor foi convertido considerando a cotação de março de 2017 e inclui todos os gastos descritos no post: passagem, alimentação, hospedagem, transportes, passeios e souvenirs. Como já comentei, é possível gastar bem menos com alimentação e um pouco menos com a passagem aérea, tornando a viagem mais barata ainda.

Quanto custa em Euros? Todos os gastos da tabela acima seriam equivalentes a aproximadamente 420 euros por pessoa (sem passagem aérea para Colômbia). Como alguns leitores de Portugal perguntaram quanto seria esse valor em euros resolvi adicionar essa informação aqui também para facilitar.

É possível calcular esse valor fazendo a conversão do valor em peso colombiano (COP) e em reais (R$) (hospedagem esta em reais) para Euros. O valor pode mudar conforme a variação cambial, utilizei a cotação de agosto de 2017 do site Exchange-Rates: 1 EUR = 3.510,40 COP.

Pretende ir para ilha de Providência também?

Cayo Cangrejo em Providência

Cayo Cangrejo em Providência

Para quem vai para San Andrés vale muito a pena conhecer a ilha de Providência, é possível chegar lá com um voo de apenas 30 minutos. Em Providência tem um dos lugares mais lindos que já visitei até hoje, Cayo Cangrejo. Se você pretende ir para Providência não deixe de conferir os posts que eu fiz sobre lá, tem MUITA informação no total de 6 posts: Posts Providência

Cayo Cangrejo em Providência, Colômbia

Cayo Cangrejo em Providência

Banho gelado

Geralmente os chuveiros não tem água quente em San Andrés e nem em outros lugares da Colômbia, então provavelmente você vai ter que encarar alguns banhos gelados na viagem. Alguns hotéis melhorzinhos até tem água quente, mas provavelmente você vai ter que gastar um pouco mais com hospedagem.

Não sei porque não tem água quente nos chuveiros, não vejo sentido nisso haha. Quando hospedei uma colombiana alguns anos atrás por mais de 1 mês na minha casa através da AIESEC, todo dia ela trocava o chuveiro para o gelado, então acho que eles já estão acostumados haha.

Como se locomover em San Andrés

Carrinho de golfe em San Andrés

A melhor maneira de se locomover na ilha é alugando uma moto, carrinho de golfe ou uma mula, que é um pouco mais rápida. Escolhemos o carrinho de golfe, o aluguel custou em torno de 100.000 COP  por dia. Vale a pena sempre tentar negociar, porque geralmente tentam cobrar mais que isso. Ao que parece a maioria das pessoas que mora na ilha se locomove de moto, vimos muuuitas motos o tempo todo lá. Mas não acho que vale muito a pena alugar moto se você não tem experiência, pois lá o trânsito não é tão vazio em algumas partes da cidades e  ninguém usa capacete praticamente, só vi umas 2 pessoas usando. Até escolhi a foto acima porque mostra bem isso, 5 motos e ninguém esta usando capacete haha.

Tarjeta de turismo

Para entrar em San Andrés é necessário pagar a Tarjeta de turismo, que custa 105.000 COP por pessoa. Esse é a mesma tarjeta solicitada para entrar em Providência, então não é necessário pagar novamente depois, usei a mesma a viagem toda entrando e saindo dessas ilhas. Pelo jeito o preço esta subindo cada vez mais, pois nos relatos que encontrei antes de ir o valor era menor. Acho que estão usando grande parte desse valor para reformar as estradas, pois em ambas as ilhas as estradas estavam com obras em diversos trechos. Atenção: Guarde a tarjeta a viagem toda, pois pedem em todos os voos da viagem!

 Boleto Turístico em San Andrés

Boleto Turístico

Máscara e snorkel + sapatilha para entrar na água

É essencial comprar esses itens em San Andrés, pois em quase todas as atrações é possível fazer snorkeling e não vale a pena ficar alugando. Acho que não vale a pena comprar antes de ir, pois preços são muito baratos lá e a minha sapatilha durou a viagem toda e até trouxe de volta para a casa para usar em outras viagens. Muitas lojas vendem esses itens no centro, então é bem fácil de encontrar.
Sapatilha: 12.000 COP Máscara pra snorkeling: 28.000 COP (mas tinha opções mais baratas)

Máscara, snorkel e sapatilha

Vida noturna em San Andrés

Coco Loco

Coco Loco San Andrés

A cidade não tem muita vida noturna, o lugar mais famoso é a Coco Loco. Fomos lá uma noite, no sábado e estava bem fraco, um pouco vazio e meio sem graça. Nós já sabíamos que vida noturna não era o forte da cidade, mas mesmo assim ficamos um pouco decepcionados. Como nas últimas férias tínhamos ido para Ibiza e Croácia, estávamos mal acostumados querendo praias paradisíacas e vida noturna agitada no mesmo lugar. Então para quem procura festas pode ser bem frustrante, tanto que a maioria das pessoas que visita a ilha estão  fazendo viagens em família ou casal. Mas tem pessoas que foram na Coco Loco e gostaram, então não sei se dependendo do dia a festa esta melhor ou se depende do gosto de cada um para festas.

 

Cheguei a pesquisar para tentar achar outros lugares, até tinha alguns blogs indicando alguns bares, mas nenhum era muito bom na verdade. O que nos restou lá foi sair para jantar quase todo dia, o que acabamos não fazendo muito em outras viagens, pois geralmente preferimos economizar e comer qualquer coisa mesmo. Depois de jantar não tinha mais o que fazer por muito tempo, como dessa vez não levamos computador ficávamos assistindo TV. No Brasil nem assisto TV, só vejo séries e filmes que baixamos, mas lá como não tinha opção já estava ficando viciada naquele programa que eles renovam casas, Hermanos a La Obra (Irmãos à Obra no Brasil) haha

Como chegar em San Andrés?

Voo San Andrés

As principais companhias são Avianca, Copa Airlines e Latam. As passagens mais baratas geralmente são pela Avianca, porém os roteiros dos voos também são piores e mais demorados. Grande parte das passagens baratas que vi eram similares a  Poa-SP-Lima-Bogotá-Cartagena e o tempo entre os voos era grande em alguns casos. Já a Copa Airlines oferece voos saindo direto de Porto Alegre para o Panamá, ficando o trajeto Poa-Panamá-Cartagena, bem melhor!

Quanto custa a passagem para San Andrés? O voo de Porto Alegre para San Andrés custa a partir de R$1.000 (valor promocional, vi para novembro de 2017), mas geralmente esta em torno de R$1.300 pela Avianca. Eu paguei R$1.636,62 pela Copa Airlines.

Vídeo do  Voo que fiz mostrando o mar de 7 cores de San Andrés:

Como é voar para San Andrés com a Copa Airlines?

Eu fui para San Andrés com um voo da Copa Airlines e paguei R$1.636,62. Comprei a ida por Cartagena e a volta por San Andrés para evitar voos desnecessários, ambos os voos tiveram escala no Panamá. Poderia ter pago mais barato na passagem se tivesse comprado pela Avianca, que estava em torno de R$1.300, mas como eu odeio andar de avião preferi ir com a Copa Airlines que tinha menos voos desnecessários no trajeto até lá. Além disso, escolhi ida e volta por cidades diferentes e isso também deixou um pouquinho mais caro na época.

No voo de ida cada assento tinha um monitor individual e no voo de volta não, era aqueles compartilhados.

Copa Airlines Voo Colômbia

Voo Copa Airlines

Algumas das comidas servidas no voo. No voo de volta teve umas comidas mais decadentes de madrugada.

Comida do Voo da Copa AirlinesComida do Voo da Copa Airlines

Momento de tensão no voo: No voo de volta tivemos alguns momentos de tensão na madrugada, quando do nada começou um cheiro de queimado super forte. Todo  mundo ficou preocupado perguntando para os comissários de bordo o que estava acontecendo e eu que morro de medo de andar de avião, já estava achando que íamos morrer! haha.

Depois de alguns minutos a comandante do avião fez um anúncio dizendo que o cheiro forte era porque estávamos sobrevoando a Amazônia e devido as condições climáticas tinha alguma reação, que não lembro mais o que era, que gerava esse cheiro e que não precisávamos nos preocupar. Não acreditei muito e fiquei tensa até chegar em Porto Alegre haha. No fim deu tudo certo, mas foi um susto para todo mundo, realmente achei que ia cair o maldito avião haha. Mas pelo jeito isso é algo que pode acontecer as vezes.

Como ir de Cartagena a San Andrés?

Voo Cartagen San Andrés Viva Colombia

Viva Colombia

Para ir de Cartagena a San Andrés fui de avião com a Viva Colombia e comprei a passagem pela internet com um pouco mais de 1 mês antes da data da viagem. Como os preços vão mudando, acho melhor comprar o quanto antes se já estiver um preço bom. Me enrolei para comprar e acabei perdendo a data que eu queria, porque inicialmente queria ficar 5 dias em Cartagena. Como aumentou o preço acabei comprando para 6 dias, porque não tinha opção para menos que isso barata.

Alteração de data da passagem: Como não queria ficar tanto tempo em Cartagena, fiquei monitorando os preços e quando baixou o preço para uma data que eu ficaria apenas 4 dias, acabei escolhendo ficar menos dias do que o previsto do que mais em Cartagena. Paguei 49.500 COP para alterar o dia do voo e foi bem fácil de fazer pelo site.

Preço: 89.990 COP somente ida + 5.000 para escolher o assento
Duração do voo: 01:30
Site: Viva Colombia
Taxa de alteração do dia do voo: 49.500 COP

É melhor comprar as passagens internas da Colômbia antes da viagem ou na hora? Comprei todos os trechos da minha viagem para a Colômbia com antecedência na internet pelo sites das companhias. Acho meio arriscado deixar para comprar na hora, pois as passagens podem estar esgotadas ou mais caras.

Limite de bagagem: Atenção para o limite de bagagem nos voos da Viva Colombia, eu não tive problemas pois estava com uma mochila pequena, mas quem estiver com uma bagagem maior tem que pagar pela bagagem despachada.

Limite de Bagagem Viva Colombia

Como ir de San Andrés para Providência

É possível chegar em Providência de avião ou catamarã saindo de San Andrés, depois de muito pesquisar eu escolhi ir de avião. Comprei a passagem na internet pelo site da Satena com um pouco mais de 1 mês de antecedência. Acho arriscado deixa para comprar em San Andrés pois são pouquíssimos lugares em cada voo.

Catamarã: Segundo o relato de outros viajantes o trajeto é bem tenso, principalmente na ida, que é um pouco mais demorada. Dependendo da época o trajeto não é feito todos os dias, então é bom se informar antes de planejar as datas. O trajeto demora em torno de e 03:30 na ida e 02:45  na volta.
Sites que encontrei: Conocemos Navegando e Catamarán El Sensation
Preço: Em torno de 170.000 COP cada trecho. Comprando ida e volta junto é mais barato.

Avião: O trajeto entre San Andrés e Providência é realizado pela empresa Satena, é super rápido e tranquilo, demora em torno de 30 minutos.
Site para comprar a passagem: Satena
Preço que paguei: Paguei 230.000 COP cada trecho, total de 460.000 COP ida e volta. Pelo que vi o preço subiu para 240.800 COP cada trecho

Limite de bagagem: Na nossa viagem pela Colômbia decidimos ir apenas com 1 mochila pequena cada um (foto abaixo), dessas que se usa para ir para escola/faculdade mesmo, estávamos preocupados com uma possível falta de espaço, mas no fim nem chegamos a usar tudo que levamos para esses 14 dias, então deu tranquilo. Isso foi perfeito para o voo de Providência, pois a bagagem tem limite de peso devido ao tamanho do avião, acho que era mens de 10kg por pessoa, mas é melhor confirmar quando for comprar a passagem. Mas quem estiver com bagagem maior acho que da para tentar deixar no hotel em San Andrés e ir apenas com uma bagagem menor.

Voo San Andrés Providência

Mais informações sobre o voo e sobre a ilha no post: Providência

Quem tem um voo cedo para Providência, atenção:

Perrengue: No nosso segundo dia em San Andrés tínhamos o voo para Providência as 07:00 e como recomendam chegar com antecedência, saímos as 05:00, mas quando estávamos saindo não tinha ninguém na recepção da pousada que estávamos para chamar um táxi. Tivemos que ir caminhando até o aeroporto no escuro com todas as nossas coisas sem conhecer bem o lugar, ainda bem que eram apenas mochilas pequenas, imagina carregar mala até lá.

Para ajudar no meio do caminho começou a chover e não tinha onde se esconder, começamos a correr na chuva com as mochilas nas costas e morrendo de medo de ser assaltados haha. Mas acho que o pior foi chegar no aeroporto e descobrir que não estava nem aberto ainda, iria abrir só as 06:00, tivemos que ficar esperando na rua. Que piada esse aviso de chegar no aeroporto com 2 horas e 30 minutos de antecedência, se o aeroporto só abre 1h antes!

Aeroporto de San Andrés e imigração 

Aeroporto de San Andrés

Aeroporto de San Andrés

O aeroporto de San Andrés é super simples e a fachada parece uma escola haha. Os banheiros são horríveis, sem tampa no vaso, sem tranca nas portas, sem papel dentro dos banheiros, absurdamente ridículo para um aeroporto! Ainda mais considerando o tarjeta turística que pagamos.

A Imigração em San Andrés foi demorada e um pouco desorganizada, mas tranquila. Apenas perguntaram a data de saída do país e onde eu iria ficar. Também pediram para mostrar a passagem de volta, então recomendo levar impressa!

Táxi do aeroporto: O aeroporto é bem pertinho do centro, logo que chegamos não conhecíamos nada ainda pegamos um táxi negociando por 10.000 COP. Mas depois que voltamos de Providência queriam nos cobrar mais caro e não aceitamos, porque já sabíamos que era bem perto, ficamos tão bravos que saímos caminhando até o outro hotel haha. Como estávamos apenas com mochilas pequenas era bem tranquilo se locomover, vi outros viajantes mais mochileiros também caminhando até o aeroporto.

Seguro viagem: Sempre viajei com o seguro viagem da Assist Card, pois é super prático reservar pelo site deles, não demora nem 5 minutos. Não tive que usar na Colômbia, mas uma vez tive que usar em Londres e deu tudo certo. Site: Assist Card

Onde se hospedar em San Andrés

Acho San Andrés é o lugar mais chato de achar hospedagem que já visitei, quase impossível achar opções boas e baratas. Como mesmo quem pagou caro ainda reclama dos lugares que ficou e eu também não podia gastar muito, resolvi focar nas opções baratas mesmo e que fosse possível parcelar. Fiquei 7 noites em San Andrés, 1 na Pousada Bahia Sonora e 6 no Villa Sarie Bay e não gostei muito de nenhum dos dois lugares. Mas considerando o nível de qualidade das opções de hospedagem na ilha, para quem quer economizar podem acabar se tornando opções aceitáveis.

O lado ruim é que preferia ter ficado em quarto privado em hostel, por ser mais animado, porque a cidade era meio boring de noite e os lugares que ficamos eram mais deprimentes ainda de noite. Mas nenhuma opção parecia valer muito a pena, então abandonei a ideia. Para quem tem um orçamento maior para hospedagem a ilha oferece outras opções melhores e até com água quente dependendo, vale a pena se informar.

Outras opções que achei interessantes

Hostel El Viajero: Considerei ficar nesse hostel, porém depois que li sobre a infestação de bed bugs que teve lá, desisti haha. Mas acho que já deve ter sido resolvido isso, para quem quer ficar em hostel acho que é o mais famosinho lá. Link: Booking
Hotel Casablanca: Comemos 2 vezes no restaurante desse hotel e parece ser ótimo, além da localização perfeita na frente da praia Spratt Bight, bem pertinho de onde saem os passeios. Porém o preço é alto, em acho que são a partir de R$600,00, então estava bem fora do meu orçamento para essa viagem. Link: Booking

Qual dos 2 lugares que me hospedei era o “menos ruim”? Entre as 2 eu achei que a Villa Sarie Bay vale um pouquinho mais a pena devido a localização, pois é mais fácil de caminhar até o centro e o quarto também era um pouquinho melhor. Porém, como ponto negativo não tem cozinha e os funcionários eram alguns dos piores que já vi até hoje, absolutamente inúteis, fiquei com muita raiva!

Pousada Bahia Sonora

Posada Bahia Sonora San Andrés

Ficamos apenas uma noite lá, no nosso primeiro dia em San Andrés, pois tínhamos o voo para Providência no dia seguinte. Essa foi a pousada que quando fomos sair para pegar o voo de Providência as 05:00 não tinha ninguém na recepção para chamar um táxi. O primeiro funcionário que nos atendeu logo que chegamos era excelente, nos deu um mapa e explicou tudo sobre a ilha.

A pousada tinha cozinha compartilhada para quem quisesse cozinhar e o preço da diária também era barato. A localização era perto do aeroporto, mas o bairro era meio tenso, não sei se tinha algum perigo real, mas sabe como é brasileiro, sempre esperando o pior de tudo e todos haha.

Posada Bahia Sonora San Andrés

O quarto privativo tinha frigobar, ar condicionado e TV, mas tinha uma carinha meio exu. O banheiro tinha o chuveiro do mesmo padrão dos outros lugares que nos hospedamos na Colômbia, era um cano jorrando água gelada praticamente.

Posada Bahia Sonora San Andrés

Posada Bahia Sonora

Valor que paguei na diária: R$179,200 pelo site da Decolar, é possível parcelar. Geralmente a diária lá é um pouco mais barata que isso, mas como só tinha sobrado quarto triplo paguei esse preço.
Link: Booking e Decolar

Villa Sarie Bay

Villa Sarie Bay San Andrés

Ficamos as outras 6 noites nesse lugar, 5 em quarto privado e 1 em quarto compartilhado porque não tinha vaga todos os dias para o mesmo quarto. O quarto compartilhado era bem melhorzinho e mais bonitinho que esse, pois era tudo novo e menos colorido, mas não tirei foto. O quarto privado era ok até, tinha frigobar, ar condicionado e TV. A localização era quase boa, mesmo sendo uma caminhada de uns 15/20 min até o centro.

Depois dos primeiros minutos caminhando já estávamos no calçadão da praia principal, que estava sempre movimentado. Então era bem mais tranquilo o caminho até a parte mais central, que era no outro extremo do calçadão. Além disso, quando voltávamos de táxi a noite as vezes era em tono de 8.000/10.000 COP.

Villa Sarie Bay

Villa Sarie Bay

O banheiro além da cor feia, tinha o chuveiro o mesmo padrão dos outros lugares que nos hospedamos na Colômbia, era um cano jorrando água gelada praticamente. Valor que paguei na diária

Villa Sarie Bay

Villa Sarie Bay

Os funcionários são uma desgraça a parte, estão entre os mais inúteis que já conheci até hoje, não explicaram  nada, não mostraram nada. Além disso, sempre estavam com uma cara de bunda no mundo da lua, demorando para nos atender e se perdendo quando tivemos que trocar de quarto. E o check in e check out era feito em um livro gigante preenchido manualmente, parecia uma viagem ao passado. Enfim, me irritei muuito com os funcionários, mas considerando o preço que pagamos e que era fácil de ir e voltar do centro até, até achei meio válido ter ficado lá.

Quarto privado: R$ 140,00 pelo site da Decolar, é possível parcelar
Quarto compartilhado: 80.000 COP pelo booking
Total para 6 noites:
R$795,09
Links:
Booking e Decolar

Reservando pelos links do Booking que coloquei aqui você não paga nada a mais no valor da hospedagem, mas o blog recebe uma pequena comissão depois da hospedagem ter acontecido, através do programa de afiliados do Booking.

Onde comer em San Andrés?

La Regatta San Andrés

La Regatta

San Andrés foi um dos poucos destinos que eu comi em restaurantes a noite ao invés de economizar ao máximo. Os preços em si não eram super baratos, mas como as outras atividades em San Andrés eram e pagamos pouco na hospedagem, resolvemos não economizar tanto nessa parte. Além disso, um dos motivos foi que não tinha muito o que fazer lá de noite, só restava sair para jantar.

O restaurante mais famoso da ilha é o La Regatta, a decoração é muito linda, vale a pena conhecer! Também gostamos bastante do CasaBlanca e do Beer Point, mas vou entrar em mais detalhes de preços, fotos e o que comemos em um próximo post de onde comer em San Andrés. Outros lugares que fomos foram o Gourmet Shop Assho, CaféCafé, El Corral e 80’s. Até um Subway tem no calçadão, que é mais ou menos a mesma coisa que a aqui, então é uma boa opção para quem quer economizar! Confira o post completo com fotos, preços e cardápios dos principais restaurantes da ilha: Onde comer

Confira também os outros posts sobre a minha viagem para a Colômbia:

Onde comer
Passeio para Johnny Cay
Cartagena
Providência 

Outros posts que irei fazer sobre San Andrés nas próximas semanas:
Acuario
Volta a ilha com carrinho de Golfe: La Piscinita, West View, Hoyo Soprador, Cocoplum e Rocky Cay 

Se você tem mais alguma dúvida, sugestão ou apenas gostou do post, deixe seus comentários abaixo! Para receber mais dicas de viagem ou um aviso quando os próximos forem liberados curta a página do blog no facebook ou se cadastre para receber os posts por e-mail. Para mais fotos de viagem siga nosso perfil no instagram: planejando.viagens.

69 comentários sobre “San Andrés: quanto custa, como chegar, o que fazer e muito mais!

  1. Iasmyn disse:

    Que post incrível! É esse tipo de post que procuro na inernet, cheio de informacors e, principalmente, todo o passo-a-passo e valores bem discriminados. Adorei seu blog, espero que um dia o meu fique tão bom assim 😄

    • Camila disse:

      Oi Iasmyn! Muito obrigada pelo comentário, fico muito feliz que você gostou! 🙂 Em breve vou liberar mais posts sobre San Andrés e Cartagena!

    • Camila disse:

      Ah e boa sorte com o seu blog! Vou dar uma olhada nele tbm 🙂 Se precisar de qualquer ajuda estou à disposição!

  2. Maíra Oliveira disse:

    Tudo super completo, ajudará muitão na minha viagem semana que vem! Sei o quanto demanda preparar tudo isso, com tantos detalhes, preços e fotos para identificar todos os lugares, achei o máximo! Parabéns

    • Camila disse:

      Oi Maíra, que bom que gostou, muito obrigada! Realmente demanda muito tempo e trabalho, mas também fico muito feliz em poder compartilhar o máximo de informações possíveis para facilitar a viagem de outros viajantes! Além disso, comentários como o seu me motivam muito a continuar escrevendo sobre viagens 🙂 Boa viagem!

  3. Carolina disse:

    Nossa, esse post era tudo que precisava! Viajo para lá em novembro e estava procurando por informações atualizadas. Muito bom!

    • Cinthya disse:

      Olha, ainda estou sem destino para as próximas férias mas seu posto é sensacional! Já tô considerando ir pra San Andrés rs. Tem outras dicas de lugares tão bem detalhadas quanto essa? Parabéns! Muito esclarecedor

      • Camila Trindade disse:

        Cinthya, muito obrigada!! Tento fazer todos os posts com o máximo de detalhes possível sobre os lugares, mas as viagens que fiz depois de já ter começado um blog de viagens são as mais detalhadas e ainda vou postar mais coisas sobre esses lugares: San Andrés, Providência, Cartagena, Arraial do Cabo e Búzios ( ainda não fiz o post). Mas tenho alguns outro posts com várias informações também: Veneza, Ibiza, Croácia (ainda falta os posts sobre cada cidade). Como comecei faz poucos meses ainda não tive tempo de falar sobre todos os lugares que já visitei (14 países), mas vou ir postando nos próximos meses!

  4. Renata Saraiva disse:

    oi adorei … muito bom … estamos planejando ir pra lá … será que da pra achar lugares tranquilos lá ? ou sempre é cheio ??

    • Camila disse:

      Oi Renata, já te respondi pelo facebook também antes de ver o comentário aqui. Como eu disse, o Acuario e Johnny Cay são os lugares mais movimentados e em quase todos os horários a quantidade de gente lá estava infernal. Mas em breve vou falar mais no detalhe sobre isso no posts dos passeios em San Andrés!

    • Camila Trindade disse:

      Fatima, muito obrigada! Pelo que pesquisei na internet a cotação do peso colombiano para euros esta: 1 EUR = 3.510,40 COP. Considerando essa cotação, meus gastos de 7 dias fora a passagem aérea foram em torno de 420 euros por pessoa. Como já recebi essa pergunta de outras pessoas, em breve vou atualizar o post com o valor em euros também.

  5. Rafael disse:

    Vou pra San Andrés no começo do ano que vem. Desde quando comecei a pesquisar sobre o destino, já li inúmeros blogs, vi uma centena de vídeos, mas nada tão completo como o seu. Simplesmente completo com todas as informações que precisamos, e o melhor, vc descreve bem a realidade. Diferente de alguns que só postam fotos maquiadas de lugares maquiados e onde tudo e todos são perfeitos.
    Parabéns, continue fazendo esse super trabalho que com crtz ajuda muuuita gente!!

    • Camila Trindade disse:

      Rafael, muito obrigada!!! Fiquei muito feliz com o seu comentário e que o post te ajudou, são comentários assim que me motivam ainda mais a escrever sobre viagens e a tentar fazer os posts com o máximo de informações possível! 😀

    • Camila Trindade disse:

      Oi Lucimara, esqueci de colocar essa informação no post, mas agora vou adicionar. A temperatura da água lá é ótima, bem agradável e não é fria!

  6. gabriela disse:

    Olá Camila, adorei suas dicas. Eu vou para Cartagena agora dia 28 de Setembro e fico 5 dias, depois vou para San Andrés, e pretendia ficar 3 dias. Mas como de SA volto para Cartagena, tenho ainda mais 3 dias sobrando , estou na duvida se vou para alguma das ilhas proximas, outra cidade perto, tipo Barranquiila, ou se estendo o período em SA, pois vi muitos comentarios de que 3 dias seria muito pouco… o que vc sugeriria?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Gabriela, muito obrigada! Acho que vale a pena ficar mais tempo em San Andrés, porque tem bastante coisa para fazer lá. Acho até que seria legal ficar 4 dias em San Andrés e talvez 2 em Providência que é pertinho de San Andrés. Lá tem um dos lugares mais lindos que já visitei até hoje, Cayo Cangrejo, que foi um dos pontos altos da minha viagem para Colômbia: https://planejandoviagens.com/cayo-cangrejo/

  7. Rosa disse:

    Completo!
    Muito obrigada por compartilhar sua viagem com tantos detalhes, estarei indo agora dia 26/09 e suas dicas serão valiosas.

    Camila, como foi voar pela VoeColombia? Vi muitos relatos negativos na internet.

    • Camila Trindade disse:

      Oi Rosa, muito obrigada!! Pela Viva Colombia? Pois é, vi algumas pessoas reclamando, mas não entendi o que tem de tão ruim. Minha experiência com a empresa foi boa, passagens super baratas e tudo certo no voo, não tive nenhum problema. Sem falar que o voo que eu peguei foi só de 1 hora e pouco, então nem tem muito o que ser tão ruim assim que não seja possível aguentar, considerando o preço super barato. Só é bom verificar bem no site deles as tarifas para despachar bagagem, eu não tive que despachar porque levei só uma mochila pequena para a Colômbia, mas quem levar bagagem maior tem que pagar uma taxa extra.

      • Camila Trindade disse:

        Oi Gabriela, você quer trocar apenas o dia da passagem? Não sei se você viu nos meus posts, mas eu remarquei minha passagem de San Andrés para Cartagena, troquei o dia de ida e a taxa foi em torno de 50.000 COP. Foi bem fácil de fazer a troca pelo site deles, até me surpreendi!

        • gabriela disse:

          Oi oi, sim, depois que perguntei é que li que vc trocou o dia. Eu acho que vou remarcar a volta para Cartagena e ficar mais dias em S A. Que bom que é fácil pela Internet.

  8. cristina disse:

    Nosssa muito bom esse post Camila! Vamos viajar em janeiro.Ficaremos 4 dias em cartagena e 7 em san andres. Tirando passagnes e hospedagem. Eu e meu esposo estamos pensando em levar 1000 dolares. ACha suficiente para os dois lugares? incluindo comida e passeios.

    • Camila Trindade disse:

      Oi Cristina, muito obrigada!! 😀 Como você deve ter visto eu fiquei a mesma quantidade de dias em cada lugar, tirando a hospedagem e passagens eu e meu namorado gastamos um total de R$3.160,00, que na cotação de hoje seria 1.008,39 dólares. Então acho que é suficiente sim, se forem fazer um roteiro similar ao meu, pois o passeios são muito baratos. Só tem que considerar que se vocês forem fazer algum passeio que eu não fiz, como Parasil que é um pouco mais caro, pode acabar saindo um pouco mais. Com esse valor nós gastamos mais ou menos com alimentação em Cartagena e em San Andrés conseguimos sair para jantar em lugares bons como La Regatta e Casablanca em alguns dias. Mas claro, da para gastar bem menos que isso e também é possível gastar muito mais, vai depender das escolhas de vocês lá.

  9. Leticia disse:

    Que post!!!! Quanta informação boa e interessante!! Não me lembro de ter visto um post com tantos detalhes assim!! Ameei!

  10. Patrícia disse:

    Camila, estou pensando em ir a San Andres em março/2018 e estou impressionada com esse relato… Me identifiquei demais com você: medrosa e uma viajante super econômica (até no fato de não comprar demais para poder viajar) . Parabéns pelo post!
    Fiz a minha primeira viagem internacional mês passado e já estou sonhando em desbravar o mundo rsrs!

    • Camila Trindade disse:

      Patrícia, muito obrigada!! 😀 Não tinha me resumido ainda como medrosa e super econômica, mas é bem isso mesmo! haha Tento economizar com o que não preciso de verdade para poder viajar mais e quase sempre economizo bastante durante as viagens. Também tenho medo de mil coisas, como avião, altura, nadar, mas a vontade de viajar e ver o mundo é maior! Realmente depois da primeira viagem a gente fica viciado né, cada vez vai parecendo mais fácil viajar cada vez mais, mesmo com pouco dinheiro e muitos medos! Com certeza você vai viajar muito ainda! 🙂

      • Patrícia disse:

        Me vi toda em você… avião só viajo medicada, também não teria coragem de fazer parasail e tampouco saltar do trampolim… e sou mesmo uma viajante super econômica!
        Espero sim ter a oportunidade de viajar muito, conhecer muitas pessoas e lugares legais. Tô amando o blog, vou virar leitora assídua
        Um forte abraço

  11. Pâm disse:

    Obrigada pelo relato! Ajudou muito. Estou planejando o roteiro Cartagena + San Andrés com escala no Panamá. Sobre a água fria, acredito que seja proposital. Além do calor, como San Andrés é uma ilha devem ter preocupação com o consumo de água. Devem colocar água gelada para os banhos serem mais curtos e a economia ser maior.

    • Camila Trindade disse:

      Muito obrigada Pâm!! 😀 Sim, talvez tenha a ver com isso, mas acho que é na Colômbia inteira pelo jeito.

  12. Angel disse:

    Poxa poderia fazer um videos no youtube tbm, ne?
    Eu simplesmente amei a postagem. Criei até coragem para ir, pois o que me impedi mais hoje é o idioma.

    • Camila Trindade disse:

      Oi Angel, obrigada pelo comentário! Sim, pretendo fazer alguns videos também nos próximos meses. Quanto ao idioma, é super tranquilo se comunicar lá sem falar espanhol, nem precisa se preocupar! 😀

  13. Sarah disse:

    Boa noite! li em alguns relatos que o passeio para Johnny Cay chegava a ser até perigoso porque o mar era agitado e os barcos não tem aquela escadinha para subir/descer, que é uma muvuca danada de gente quando o barco chega pra buscar e ninguém sabe qual barco pegar…enfim, é verdade? Você teve alguma dificuldade relacionado a isso?

    • Camila Trindade disse:

      Bom dia Sara, quando eu fui em março o mar estava super calmo, praticamente nem tinha ondas,então o trajeto foi super tranquilo! Acho que talvez depende da época que cada um vai, muita gente vai na época de chuvas e acaba pegando tempo ruim e provavelmente o mar mais agitado. Para subir e descer do barco também foi tranquilo porque o barco não era nem um pouco alto e as pessoas acabavam se ajudando. Quando a muvuca, realmente é muita gente e vários barcos saindo ao mesmo tempo, acho que vai depender da agência que você escolher. Eu fui com a Cooperativa e o pessoal do barco estava identificado com uma roupa amarela bem chamativa, então era bem fácil de achar e eles tinham vários barcos saindo e era possível entrar em qualquer um deles para voltar.

  14. Bruna Fleck disse:

    Olá, adorei as dicas, serão essenciais! Mas fiquei com uma dúvida: para alugar aqueles carrinhos de golf, é necessário ter alguma licença para dirigir, carteira de motorista?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Bruna, muito obrigada! Sim, pediram carteira de motorista, mas é muito simples de dirigir os carrinhos de golfe. Então não duvido que existam lugares que aluguem mesmo para quem não tem.

  15. Cinthia Brancalhao disse:

    Olá, Camila !! Adorei o blog !! super completo e vai me ajudar muito na minha viagem. Só estou em em dúvida de onde me hospedar ainda. Vou com uma amiga em abril/2018. Estamos pretendendo ficar no hotel Cocoplum… Como vc já esteve lá, o que vale mais a pena: ficar mais afastado do centro (em Cocoplum) ou se hospedar no centro ? Queremos um hotel razoável. Pode nos ajudar ?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Cinthia, muito obrigada!! Que bom que o blog te ajudou! 🙂 Acho que vale mais a pena se hospedar no centro, próximo da praia Spratt Bright, pois a grande maioria dos restaurantes, free shops, lojas e locais para alugar de carrinhos de golfe são por ali. Além disso, os passeios também saem dessa região. Como nos hospedamos mais ou menos perto dali foi bem tranquilo fazer quase tudo caminhando lá, só para dar a volta a ilha que alugamos um carrinho de golfe. Infelizmente é bem chatinho achar hospedagem boa e barata em San Andrés e não tenho nenhum lugar super bom para indicar lá, só tenho informações sobre esses lugares que coloquei no post mesmo, que se o foco for economizar até podem valer a pena.

  16. Paula Pillar disse:

    Olá Camila, parabéns pelo seu blog, realmente super detalhista. Viajo para San Andrés em Janeiro com 7 dias queria a sua opinião, da pra fazer tranquilo a ilha da providência dentro desses 7 dias ? Pensei em dormir 1 noite em providência aproveitar o dia todo e no dia seguinte pela manhã depois voltar, já que o voo de ida é cedo e o de volta acho que é 16:30. Você acha que vale a pena e depois eu consigo fazer todos os passeios em San Andrés só com 4 dias ? Muito obrigada !!

    • Camila Trindade disse:

      Oi Paula, muito obrigada! 😀 Siim, acho que com 7 dias você consegue fazer os 2 lugares, minha sugestão seria 2 dias em Providência e 5 em San Andrés. Acho que vale a pena ir cedo de manhã para Providência (meu voo foi as 7h), passar dois dias inteiros e duas noites e voltar no outro dia de manhã, porque dai você consegue aproveitar bem os dias tanto em Providência como em San Andrés. Dependendo do que você quiser fazer em San Andrés 4/5 dias é suficiente sim, pelo menos 1 dia para volta a ilha, 1 dia para o Acuario e 1 dia para Johnny Cay acho que é o essencial. Se não tiver medo de altura eu também consideraria o Parasil imperdível.

  17. Afonso disse:

    Olá Camila. Estou escrevendo pq vc foi em uma época que eu estou planejando: final de março. A minha maior preocupação até agora, de tudo que eu já li (e li muita coisa) é sobre a quantidade de gente nas praias hahaa.. Março é realmente muito cheio??!! Você sabe me dizer se tem algum mês que seja menos vazio de todos? Ou é o ano todo a ilha lotada??!! ahhahaha

    • Camila Trindade disse:

      Oi Afonso, infelizmente não sei se a ilha também é lotada em outras épocas, mas como San Andrés se tornou um destino extremamente popular desconfio que é sempre uma muvuca haha. Mas mesmo sendo bem chata essa parte de ter muito movimento na ilha, acho que o mais importante é focar em ir na época que tem menos chance de chuva, porque praticamente não outras opções de atividade fora praia lá. E por esse lado final de março acabou sendo uma época boa, porque só pegamos chuva em 2 finais de tarde e foi bem fraca e por pouco tempo. Então mesmo com a muvuca acho que foi uma boa época para ir para San Andrés.

  18. Igor Pereira disse:

    Olá,eu e minha namorada estamos planejando ir a san andres e Providencia em maio, mas ficamos sabendo que o avião para Providencia só permite 10kg de bagagem, e como ela é um pouco exagerada com bagagem ficamos sem saber como fazer.

    • Camila Trindade disse:

      Oi Igor, sim tem um limite de bagagem. Sempre tento viajar com o mínimo de bagagem possível, quando eu fui para a Colômbia levei apenas uma mochila pequena para 14 dias, que mostrei no post sobre Providência, então foi bem tranquilo. Se vocês acham que não vão conseguir viajar com pouca bagagem, acho que o melhor e o que grande parte das pessoas faz pelo jeito é deixar a bagagem grande no hotel/pousada em San Andrés e levar para Providência apenas uma mochila pequena, até porque vocês não vão precisar de muita coisa na ilha. Acredito que a grande maioria dos hotéis e pousadas aceita tranquilamente guardar a bagagem de quem for para Providência sem custo nenhum por poucos dias, eu já fiz isso no Peru por exemplo quando fui para o Machu Picchu. Mas o melhor é já se informar com o hotel de vocês antes de ir para garantir que não vai ter problema. Outra opção é ver se não existe algum locker no aeroporto de San Andrés para guardar a bagagem nesse tempo, mas não sei se existe.

  19. Kah disse:

    Parabéns pela dedicação, mais completo impossível. Irei para a Ilha em Junho, já anotarei todas as dicas haha.
    Que 2018 seja repleto de realizações positivas para vocês.

    • Camila Trindade disse:

      Oii, muuito obrigada!! 😀 Que 2018 seja um ótimo ano para você também, com muitos sonhos realizados e muitas viagens!!

  20. Cristiane disse:

    Passando apenas para dar parabens pelo post! Com certeza o mais completo e olha que estou a meses pesquisando no google e em paginas do Facebook sobre San Andres e Providencia. Muito bem explicado e detalhado e todas informacoes super valiosas, parabens!!!!

  21. Renata Oliveira disse:

    Oi Camila! O melhor post sobre San Andrés que li até agora. Bem detalhados os preço e a vida real em jonhy cay hahaha.

    No que se refere a cor do mar, dos países do Caribe que vc visitou, qual mais bonita? Qual o mar mais azul turquesa? No quesito cor do mar, vc ficou mais impressionada com Aruba ou San Andrés?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Renata, muuito obrigada!! 😀 Mil desculpas pela demora para responder, eu estava viajando. Não é a primeira pessoa que me pergunta isso, então acho que vou fazer um post falando sobre as diferenças entre esses lugares nos próximos meses e ainda esta faltando os posts sobre Aruba e Curação aqui no blog também para ajudar o pessoal a decidir haha. É um pergunta difícil, pois são lugares totalmente diferentes. Aruba tem muito mais infraestrutura para turismo, mas toda a ostentação de lá também vem com um preço bem mais alto, um passeio lá custou 100 dólares (na época saiu em torno de R$400,00) contra 25.000 COP (em torno de R$30,00) que é o preço dos passeios em San Andrés. Mas além de San Andrés não ter muita infraestrutura, ainda tem o ponto negativo de ser uma muvuva dos infernos, porque tem cada vez mais turistas lá. Como não existe nenhum controle de preservação lá, entra gente até não querer mais no Acuario e em Johnny Cay, teve momentos que jurei nunca mais voltar lá de tanta raiva da super lotação. Mas em questão de beleza os 2 lugares são lindos, só não gostei da água da praia principal de Aruba (Palm beach e Eagle Beach), porque apesar de ser lindíssima de ver, não é cristalina, tinha um tom mais esbranquiçado e também tinha algumas ondas que não gostamos muito. A praia que mais gostamos em Aruba foi a Baby Beach, que dai sim é cristalina e calminha, mas é bem afastada do centro e pelo jeito muita gente nem chega a conhecer. Em San Andrés a água é bem cristalina, tanto em Jonnhy Cay, como no Acuario, além de em outros pontos que visitamos, sem falar em Cayo Bolivar que parece o paraíso na terra, mas que não tive a chance de visitar porque estava fechado. Mas o lugar mais impressionante que vi nessas viagens foi Cayo Cangrejo em Providência, (https://planejandoviagens.com/cayo-cangrejo/), que fica a menos de 30 minutos de voo de San Andrés. Então acho que considerando tudo eu indicaria ir para San Andrés, mas incluindo Providência no roteiro, lá tem esse lugar lindíssimo e pouquíssimos turistas, o que ajuda a dar uma equilibrada na muvuca de San Andrés haha. Espero ter ajudado!!

  22. Renata disse:

    Oi Camila! Post mais bem detalhadinho que vi sobre SA e expondo as verdades do lugar hahaha. Entre Aruba e San Andrés, qual mar tem a cor mais impressionante, mais azul turquesa? Qual te deixou mais com queixo caído?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Renata, respondi no outro comentário. Acho que respondi até demais, até o que não tinha perguntado haha.

  23. Bárbara disse:

    Oiiiiiiii
    Ameiiiiiii o blog…era tudo o que eu precisava..
    Eu e minha irma ficaremos 7 dias em final de abril.
    Uma mochila dá conta ou é melhor despachar uma mala maior?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Bárbara, muito obrigada!! Desculpa a demora para responder, eu estava viajando. Eu e meu namorado fomos com uma mochila pequena cada um só e foi suficiente, nem usamos tudo que levamos e também não tivemos interesse nem dinheiro para comprar nada lá. Como em San Andrés o programa é só praia praticamente não vejo necessidade de levar muita coisa, mas acho que isso é muito do perfil de cada um também né. Eu só usei mala na primeira viagem que fiz na vida, fiquei traumatizada e hoje em dia só viajo de mochila haha.

      • Bárbara disse:

        Oi Camila
        Nem tem que pedir desculpas não… você respondeu rápido.

        Eu não lembro a data que você foi e estou perguntando para você porque talvez tenha mais experiência … maio é um mês ruim para ir lá devido às chuvas? Estou em dúvida porque tem site que fala que já é época de chuva e site que fala que não é.

        • Camila Trindade disse:

          Oi Bárbara, eu fui no final de março/começo de abril e só peguei 2 momentos de chuva rápida, em geral o clima estava ótimo. Como não fui em maio não posso dizer com muita certeza como é o clima, mas dizem que na nessa época chove um pouco mesmo, mas não sei se chegar a atrapalhar muito ou se são chuvas rápidas, então acho que o melhor seria se informar com alguém que foi nessa época.

  24. isac disse:

    ola camila boa noite eu gostaria de saber onde eu compro a passagem barata aqui no brasil pra ir pra san andres ? queria ficar uns 4 dias en san andres e 3 em providencia eu poderia torcar reais em peso colombiano gostaria de saber se vale a pena e em que lugar eu consigo uma boa cotaçao na colombia? e da pra fazer algo em 1 dia em cartagena gastando pouco?

    • Camila Trindade disse:

      Oi Isac, desculpa a demora para responder! Geralmente eu compro diretamente dos sites da companhias aéreas, no caso da Colômbia acho que as principais seriam Avianca, Copa Airlines e Latam. Mas o sites Skycanner e Viajanet são bons para pesquisar em qual companhia e em qual época o preço esta mais baixo. Quando eu fui levei dólar e troquei por peso colombiano em Cartagena, não sei se atualmente essa opção ainda esta valendo mais a pena. Aqui no blog tem um post sobre Cartagena com dicas do que fazer, não sei se você chegou a ver, tem muitas atrações gratuitas e da para ver quase tudo caminhando!

    • Camila Trindade disse:

      Oi Jaqueline, muito obrigada! 🙂 Desculpa a demora para responder, acho que agora você já fez a viagem né? Se ainda precisar da planilha me avisa que te envio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *